Topo_03

Comunidade_Nossa_Senhora_AparecidaFundada em abril de 1970 em Porto Alegre, tem como objetivo dar suporte à missão do Governo Provincial e ser centro de referência e acolhida às Irmãs das Comunidades diante de suas necessidades quando de passagem por Porto Alegre. 

Como Sede do Governo Provincial tem a missão de animar a vida da Congregação, coordenar os serviços apostólicos e sociais, estimular a participação das Irmãs na missão, promover a unidade entre os membros e zelar pela sua formação, e dinamizar a continuidade do Carisma e Espiritualidade Palotina. 

Leia mais...

 

ItapejaraFundada no dia 05 de fevereiro de 2011. Localiza-se no Sudoeste do Paraná. Tem como objetivo primeiro a formação das jovens vocacionadas à Vida Religiosa.

Como Comunidade formativa estar mais próxima à realidade das jovens, e em lugar promissor de vocações para realização do Carisma Palotino e continuação da obra.

Leia mais...

Corao_de_JesusIniciou em 15 de março de 1955 como Casa de Formação "Noviciado Sagrado Coração de Jesus", com o objetivo de formar jovens para a Vida Consagrada Palotina.

Diante dos novos desafios foi dado novo rumo a esta comunidade, sendo transferida para Porto Alegre. A casa que antes acolhia as noviças passou a acolher jovens do interior do Estado que vinham a Santa Maria para estudos, sendo assim, denominou-se "Pensionato Nossa Senhora de Fátima.

Leia mais...

627_0771_FaxinalNo ano de 1950 as Irmãs chegaram em Faxinal do Soturno para serem presença junto aos seminaristas e colaborar na sua formação sacerdotal. Além desta missão, atuavam junto a pastoral paroquial e Hospital São Roque.

Em 1965, respondendo a necessidade do povo local, foi criada uma Escola de datilografia. Novos desafios foram surgindo e a missão no seminário foi encerrada. As Irmãs continuaram atendendo ao povo através das aulas de datilografia.

Leia mais...

Luis_GuillonA Comunidade de Formação Reina de los Apostoles desde o seu início - 12 de setembro de 1980 - teve uma presença marcante na pastoral catequética. As Irmãs sempre estiveram na coordenação geral da mesma, na formação dos catequistas e na catequese familiar.

Leia mais...

Turdeira_Diapositiva71Esta missão teve início no dia 17 de dezembro de 1942. Após reformas de um prédio doado às Irmãs, estas começaram em 1954 uma Escola Primária reconhecida pelo Estado. Em meio a inúmeras dificuldades, em 1962 deu origem ao curso secundário.

Leia mais...

Marituba_1No desejo de alargar a tenda missionária e respondendo aos apelos da Igreja e também às prioridades dos últimos Capítulos, a Província Nossa Senhora Aparecida das Irmãs Palotinas marca mais um passo na sua história de missão.

Leia mais...

casa_de_palotinaA missão em Palotina, no Paraná, teve início no ano de 1969. A princípio as Irmãs atuavam como professoras na Escola Municipal e dedicavam-se na formação de lideranças para as diversas pastorais que na época se faziam necessárias para formar a comunidade paroquial.

Leia mais...

Imagem_017No dia 06 de janeiro de 1957 a Diretoria do Hospital Nossa Senhora da Piedade confiou a gestão interna desta casa de saúde às Congregação das Irmãs do Apostolado Católico.

Leia mais...

Casa_FtimaEm 1951, as primeiras Irmãs Palotinas chegaram a Santa Maria e se instalaram na Rua Tuiutí nº 921, com a finalidade de aprimorarem sua formação intelectual e espiritual e iniciarem um trabalho educacional neste município.

Leia mais...

So_Francisco_Santa_MartaA pedido do Dr. Eliseu Paglioli, em 18 de janeiro de 1945 as Irmãs assumiram a direção administrativa do Hospital de Caridade São Francisco de Paula bem como o serviço de enfermagem e a farmácia, com moradia nas dependências do Hospital.

Em 1984 as Irmãs passaram a residir em uma casa adquirida para a comunidade que passou a chamar-se Comunidade Santa Marta.

Leia mais...

casa_da_chacara1_1Localizada na Vila Nova, Porto Alegre, esta casa foi adquirida em junho de 1986. Além de estar destinada para o descanso das Irmãs e cultivo de hortifrutigranjeiros, ofereceu espaço para os alunos desenvolverem projetos de ensino até o final de 2006.

Leia mais...

DSC019401_Comunidade_PallottiA Comunidade foi fundada em março de 1964 com a missão de as Irmãs atuar na administração do Instituto Vicente Pallotti, auxiliar na catequese e atendimento à Comunidade São Vicente Pallotti, hoje, Paróquia.

Atualmente contribuem nos ensaios de canto na paróquia São Vicente Pallotti e onde se fizer necessário. Uma das Irmãs trabalha em uma Casa Geriátrica como enfermeira.

Leia mais...

PIC00032A casa de encontros foi inaugurada no dia 8 de dezembro de 1974. Está localizada na Zona Sul de Porto Alegre. A princípio atendeu jovens em período de formação a Vida Religiosa Palotina – Noviciado.  Denominava-se então, Noviciado Rainha dos Apóstolos.

A etapa de formação do Noviciado continuou nesta comunidade até 1994, quando foi transferida para Curitiba, integrando-se com a Província São Vicente Pallotti.
Leia mais...

DSC01779.1A Comunidade Nossa Senhora do Cenáculo teve início em 1953 objetivando o trabalho na Educação e colaboração na Pastoral catequética e litúrgica.

Através da Escola ofereciam uma educação humanizadora e cristã aos moradores da Vila I.A.P.I., e preparavam as crianças para a Primeira Comunhão. Davam assistência às famílias mais necessitadas.

Leia mais...

Páscoa...

                 Jesus de braços abertos

                   Páscoa, apenas feriadão?

Não podemos mais supor que nossa cultura seja religiosa. Nos inícios da Igreja, a cultura era pagã. Hoje temos uma mistura de cristianismo e de paganismo. Lá, os cristãos eram perseguidos e mortos pela espada, hoje são perseguidos e enfraquecidos pela cultura do bem-estar, do individualismo, do prazer segundo o gosto do consumidor.

A realidade secularizada não consegue, porém, vencer a fome de espiritualidade. Enquanto muitos decidem não mais pertencer à Igreja, nem ser chamados de cristãos, outros se agarram à fé. Os que são vítimas do consumismo vivem sob a “tirania do trabalho e do stress”, fazem da Páscoa um feriadão, com compra de ovos de chocolate e de bacalhau. Outros vivem profundamente o mistério pascal.

Hoje vivemos certa “balbúrdia religiosa” feita de fundamentalismo, tradicionalismo, conservadorismo. Por outro lado, o profetismo, a libertação, os valores do reino, a experiência eclesial, a compaixão e a gratidão são expressões da dimensão social da fé. Para estes cristãos conscientes e discípulos do Senhor, a Páscoa é um acontecimento inaudito, uma surpreendente e alegre noticia porque é o centro, o coração, o âmago do cristianismo.

Leia mais...

FELIZ E ABENÇOADA PÁSCOA

Páscoa

Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo

sexta feira santaPaixão de Nosso Senhor Jesus Cristo

A paixão do Senhor nos apaixona por Deus e nos enche de compaixão pelos irmãos. Os evangelhos da paixão são carregados de amor e por si mesmos comovem e convertem. Meditemos o drama da paixão de Jesus.

01 - O Pai silencia. Jesus faz a experiência da noite escura, ou seja, do silencio de Deus.  O Pai parece esconder-se e a solidão se abate sobre o Filho de Deus. O silêncio do Pai é uma experiência da espiritualidade cristã, cuja pedagogia consiste em que O procuremos mais intensamente. Após a escuridão vem a luminosidade mais intensa.

02 - O diabo tenta. Jesus é tentado pelo diabo também na sua paixão. A traição, as zombarias, as humilhações que Jesus suportou, são tentações, sofrimentos morais e interiores. Jesus resiste, vence, o maligno é derrotado.

03 - Os discípulos dormem. Na hora mais intensa do sofrimento de Jesus, na hora suprema da salvação, na oblação total do amor de Jesus, os discípulos dormem. São sentinelas dorminhocos, guardas sonolentos. Esta realidade ainda se perpetua. A Igreja ou é missionária ou dorminhoca.

04 - Os amigos fogem. Os Doze se dispersam. João permanece ao pé da Cruz. Na hora do sofrimento a fuga dos amigos é uma dor e uma decepção muito profunda. “Ferirei o pastor, dispersar-se-ão as ovelhas”.  Como é dolorida a fuga dos amigos na hora em que mais precisamos deles. É preciso amar até o fim.

05 - As autoridades condenam. Jesus inocente, justo e santo, agora é réu condenado como blasfemo e como agitador do povo. Barrabás, bandido, salteador, homicida é absolvido e Jesus condenado porque passou fazendo o bem. Os tribunais que condenaram Jesus tinham interesses políticos e religiosos. A corrupção do poder condena inocentes, justos e absolve culpados.

Leia mais...

Quinta - feira Lava - Pés

Jesus Lava pés1 – O gesto do lavar-pés transforma as relações de domínio em relações de serviço.

2 – O lava-pés supera as rupturas e divisões, criando relações de aliança.

3 – Inverter o comportamento egoístico em atitude altruísta é fruto do lava-pés. O outro se torna amigo e irmão, os inimigos são acolhidos como amigos.

4 – O lava-pés coloca o outro de pé, levanta os caídos.

5 – Lavar os pés encurtar distancias, vencer diferenças, superar divisões, transformando inimigos em amigos.

6 – O lava-pés nos coloca aos pés das vitimas em atitude de serviço.

7 – Pela força do lava-pés, ninguém será mais espezinhado, chutado, pisado pelo poder, pelo domínio, pela vingança.

8 – O lava-pés nos faz caminhantes e peregrinos em direção ao irmão.

9 – Tem os pés sujos quem alimenta ódio, raiva, vingança no coração.

10 – É indigna a celebração eucarística num contexto de discórdia e divisão, numa situação de indiferença pelos pobres, porque não está na lógica de lava-pés.

11 – O lava-pés é o abraço de reconciliação, é o encontro de perdão, é o dialogo dos diferentes.

12 – Pelo lava-pés caem a discriminação, o racismo, a exclusão, a mentalidade de privilégios e de classes.

13 – O lava-pés é acolhimento, hospitalidade e cura dos pés feridos, pela aceitação das próprias fraquezas e das dos outros.

14 – O lava-pés é uma inversão de critérios, pelas qual o outro se torna centro. O nome do lava-pés, hoje, é voluntariado, altruísmo, solidariedade, gratuidade.

Leia mais...

Domingo de Ramos

DSC01911Domingo de Ramos

O Domingo de Ramos abre solenemente a Semana Santa, com a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém.

Jesus é recebido em Jerusalém como um rei, mas os mesmos que o receberam com festa o condenaram à morte. Jesus é recebido com ramos de palmeiras. Nesse dia, são comuns procissões em que os fiéis levam consigo ramos de oliveira ou palmeira, o que originou o nome da celebração. Segundo os evangelhos, Jesus foi para Jerusalém para celebrar a Páscoa Judaica com os discípulos e entrou na cidade como um rei, mas sentado num jumentinho - o simbolo da humildade - e foi aclamado pela população como o Messias, o rei de Israel. A multidão o aclamava: "Hosana ao Filho de Davi!" Isto aconteceu alguns dias antes da sua Paixão, Morte e Ressurreição. A Páscoa Cristã celebra então a Ressurreição de Jesus Cristo.

Fonte:.wikipedia.org/wiki/Semana_Santa

 

Mais Artigos...

Página 1 de 27

Início
Anterior
1